OFICINA DE CRIAÇÃO DE FIGURINO PARA MÍDIAS AUDIOVISUAIS

post-criacao-figurinos-foto-set19-2

1. INFORMAÇÕES GERAIS:

SEMESTRE LETIVO: 2020.1
PROFESSORA: Babita Mendonça
CARGA HORÁRIA: 16 horas
DATA: 11, 18, 25/01 e 01/02 (sábados), das 10h às 14h.
INVESTIMENTO: R$440,00
10% de desconto para quem estuda na escola ou se inscreve em dois ou mais cursos*.
5% de desconto para pagamentos à vista (dinheiro ou transferência bancária).
O pagamento pode ser parcelado em até 2x no cartão (presencialmente).

Dados Bancários para Depósito/Transferência (pagamentos à vista):
Banco do Brasil / AG. 0183-X / CC: 408.757-7
Instituto Brasileiro de Audiovisual
CNPJ: 02.605.336/0001-03

Importante: Envie o comprovante do depósito/transferência para os e-mails secretaria@ecdr.org.br e financeiro@ecdr.org.br

*Desconto não cumulativo

 

2. APRESENTAÇÃO:

O curso tem como proposta observar o passo a passo do processo criativo de um projeto de figurino. Partiremos do conceito estabelecido para narrativa de imagem, passando pelo trabalho em equipe com o tripé responsável (fotografia, cenário e figurino) até as técnicas de construção do projeto com a pesquisa e criação dos personagens. O trabalho será executado de maneira bastante prática, juntando o conteúdo da oficina à observação de imagens e filmografia selecionadas, com exercícios de simulação para criação de personagens e formatação de um projeto de figurino.

 

3. PROFESSORA:

Babita Mendonça é carioca, cursou Psicologia na PUC-RJ e começou a trabalhar com audiovisual depois de uma temporada em Londres onde estudou Design de Moda, Têxteis e Padronagens. Inicialmente trabalhou como estilista, produtora de moda e objetos de cena e, a partir de 1983, passou definitivamente para a Direção de Arte e Figurinos. Colaborou com Murilo Salles nos longas “Nunca Fomos Tão Felizes” (1983) e “Faca de Dois Gumes”(1988) e assinou “Garota Dourada” de Antonio Calmon (1983), ”Os Trapalhões na Arca de Noé”, de Deo Rangel (1984), “Robin Wood e os Trapalhões” (1990) e “Trapalhões e a Árvore da Juventude” (1991), de José Alvarenga. Fez os figurinos de “Banana Split” (1986), de Paulo Sergio Almeida e de “Xuxa Pop Star” (2000), também de Paulo Sergio Almeida e Tizuka Iamazaki. Na televisão, trabalhou em programas, séries e novelas da TV Manchete, Globo, Bandeirantes, GNT, Multishow e Canal Futura. Fez figurinos de muitas séries entre elas “Meu Amigo Encosto”, para o Canal Viva, a série reality fake “Ribanceira”, para o Canal Brasil e “Sem Volta”, exibida pela TV Record. Fez inúmeros filmes publicitários nacionais e estrangeiros, além de Institucionais para o “Bolsa Família” e o “Canal Saúde”. Desde 2000, ministra cursos, oficinas e palestras sobre Figurinos e Indumentária na AICTV, SENAI/CETIQT, SENAC, ESTÁCIO, Fundição Progresso, além de workshops, consultorias e palestras para particulares, empresas e grupos.

 

4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

Aula 1

– A importância do Figurino dentro da dramaturgia numa obra de arte.
– Diferenciação entre Moda e Figurino.
– A Linguagem das roupas, o diálogo não verbal, a Semiótica.
– Observação de imagens de figurinos desde os primórdios no teatro grego, depois no começo do Século XX (ballet russo, cinemas americano, europeu e brasileiro) até tempos atuais. O figurino como uma profissão cada vez mais valorizada.
– O mercado de trabalho.
– Filmes para referência:
“O Baile”, de Ettore Scolla (1983) – filme sem diálogos, narrando quatro décadas de história; sendo as marcações de cena, dramaturgia e passagem de tempo assinaladas pelo vestuário.
“Crepúsculo dos Deuses”, de William Wilder (1950) – making off do figurino.

 

 

Aula 2

– A partir do conceito estabelecido (definido pelo diretor, de modo geral), veremos como funciona o “tripé” da linguagem estética num trabalho audiovisual (Direção de Arte/ Cenografia, Fotografia, Figurino + Caracterização).
– Trabalhando com uma paleta de cor definida. Exemplos: As cores de Wes Anderson.
– A “conversa” entre os departamentos da narrativa visual. O diálogo harmônico entre fotografia, direção de arte e figurino mostrado nos making off de filmes.

– Filmes para observação:
  “É Proibido Fumar”, de Anna Muyllaert (2009), figurinos Marisa Guimarães
  “Memórias de uma Geisha”, de Rob Marshall (2005), figurinos de Coleen Atwood

– Imagens dos seguintes filmes: “Maria Antonieta”, de Sofia Coppola (2005), “Roda Gigante”, de Woody Allen (2016), “West Side Story”, Jerome Robbins e Robert Wise (1963), “Madame Satã”, Karim Ainouz (2002), “Carlota Joaquina”, Carla Camuratti (1995)

– Proposta do exercício “Eu como Personagem”:
Para exercitar a elaboração do personagem numa obra, este exercício traz a possibilidade de treinar essa criação a partir de perguntas: “quem é essa pessoa”, “quais seus gostos e preferências”, ”como se veste ela” e assim por diante tendo como base quem a gente mais conhece – a si próprio.

Além de pensar e responder as questões colocadas acima, cada aluno fará um “mood board” a partir de colagens com interpretação sobre seu personagem.

 

 

Aula 3

– Exercício Prático: trabalho com leitura de pequeno roteiro com análise técnica e mapa de figurinos. Aprendendo a ler o texto: identificação do Protagonista, Antagonista, Arquétipos. A apresentação do personagem. Cronologia, época e lugar em que se passam as histórias. As rubricas de texto.
– Nesse exercício de leitura faremos abordagem de continuidade: elipse, passagem de tempo e o caminho da roupa. Necessidades de roupas duplas ou específicas. Uso de planilhas.
– Entrega do exercício proposto na aula 2.
– Proposta de exercício: “O Projeto de Figurino” para esse texto lido, para ser entregue na próxima aula.

 

 

Aula 4

Os alunos trarão o exercício pedido na aula anterior: o “Projeto de Figurino”. Nesse trabalho, o aluno trará seu projeto individual, elaborando-o como quiser: pranchas com desenhos, colagens ou pranchas virtuais etc. simulando a apresentação do projeto para que a direção aprove.
A partir dessa aprovação de criação do projeto, a etapa que se segue é a de execução do mesmo, assunto da oficina de Execução de Figurinos para Mídias Audiovisuais.

 

 

5. INFORMAÇÕES ADICIONAIS:

Será emitido certificado para os participantes que tiverem o mínimo de presença exigido (75%).
A realização do curso está sujeita a um número mínimo de inscritos.

Você ainda tem alguma dúvida? Entre em contato com a gente.

Tel. (21) 2233-0224 / 2516-3514 // WhatsApp (21 98909-3774)
secretaria@ecdr.org.br / ensino@ecdr.org.br / www.escoladarcyribeiro.org.br

Venha fazer parte da Geração Darcy!