HISTÓRIA

O Instituto Brasileiro do Audiovisual – IBAV é uma instituição sem fins lucrativos, criada em 1998 com o objetivo de promover a educação e a cultura através da formação profissional, do ensino e da pesquisa, visando o desenvolvimento e o fortalecimento do setor audiovisual no País.

Para isso, seu Conselho Fundador, composto por personalidades da área cultural, empresarial e representantes da cinematografia nacional decidiu criar, no Rio de Janeiro, a sua Escola de Cinema e dar a ela o nome de Darcy Ribeiro, em homenagem ao grande intelectual, antropólogo e político, renovador das estruturas de ensino no País e pensador comprometido com a Cultura e o povo brasileiro.

Em 2002, a Escola de Cinema Darcy Ribeiro inicia sua história ao introduzir novos parâmetros ao ensino audiovisual através da abertura dos cursos regulares de Direção, Roteiro, Montagem e, posteriormente, Produção Audiovisual. Para garantir a excelência do ensino, a Escola passa a contar, como princípio, com um corpo docente formado por professores atuantes, profissionais de diversas gerações que constituem o que há de melhor na produção audiovisual do país.

fachada_darcyribeiro
historia02

De lá para a cá, sempre sob o lema Pensando e Fazendo Cinema no Brasil, estabeleceu parcerias nacionais e internacionais, democratizou o acesso ao conhecimento, abriu espaços para reflexão através de seminários, palestras e encontros com profissionais de ponta, ampliou sua grade de cursos livres técnicos/ artísticos, e passou a realizar um programa permanente de debates, seminários oficinas e palestras.

Ao longo de pouco mais de uma década, a Escola de Cinema Darcy Ribeiro tem se colocado à serviço da construção responsável da indústria audiovisual brasileira, ao formar, para o mercado, mais de nove mil novos cineastas. E chega aos dias atuais, com a força de sua história e a reafirmação do compromisso de contribuir ainda mais com o fortalecimento do setor no País, diante das novas e crescentes demandas do mercado por profissionais criativos, capazes de produzir, de fato, conteúdos nacionais competitivos e de qualidade.

Conselho Fundador, 1998: Oscar Niemeyer, Eliezer Batista, Raphael de Almeida Magalhães, Irene Ferraz, Nelson Pereira dos Santos, Cacá Diegues, Ruy Guerra, Walter Lima Jr., Marieta Severo, Vilma Lustosa, Moacyr Werneck, Ana Lúcia Magalhães Pinto, João Luiz Vieira, Clóvis Brigagão e Alfredo Renault.