Sergio Sanz: Documentário na Alma

O cinema brasileiro se despede de um grande documentarista. Sérgio Sanz. Iniciou a carreira no cinema em 1958 como assistente de direção de Ruy Guerra (“O Cavalo de Oxumaré”, “Os Cafajestes”, “Os Fuzis” e “Os Deuses e os Mortos”), Paulo César Sarraceni (em “Porto das Caixas”), Fernando Coni Campos e Flávio Tambellini. Trabalhou como montador […]