Alma Imoral segue em cartaz no Rio de Janeiro

Adaptação do livro do Rabino Nilton Bonder, Alma Imoral (2019) está nas telas em versão de documentário, sob direção de Silvio Tendler. O filme fica em cartaz no Rio de Janeiro até 11 de setembro, com sessões no Espaço Itaú de Cinema e no Cine Jóia.

O documentário narra a história de personagens que recorreram à transgressão como única possibilidade de fazer o que era correto. Entre os temas abordados estão adultério, ateísmo, homossexualidade, traição, rompimento e inovação na política, religião, arte e ciência. No filme, entrevistas são intercaladas com coreografias da Cia. de Danças Debora Colker. A narração é de Bel Kutner, Júlia Lemmertz, Letícia Sabatella, Mateus Solano e Osmar Prado.

Personagem condutor do filme, Bonder parte numa jornada na busca da Alma Imoral pelo Brasil, EUA e Israel, entrevistando destacados transgressores do pensamento e da atualidade em sua própria “tribo”. Entre os personagens estão Frans Krajcberg, Michael Lerner, Rebbeca Goldstein, Etgar Keret, Uri Avneri, Reb Zalman Schachter, Rabino Steven Greenberg, Noam Chomsky e irmãos Rosenberg. O filme mostra também passagens e mitos bíblicos que revelam a arte de transitar no território da interdição e da transgressão, trazendo uma nova reflexão sobre o que é lícito e apropriado, sobre o tabu e sua quebra. Como no sucesso da obra teatral, o filme é um projeto instigador, poético e filosófico, que trata o particular como modelo para o universal.

Assista ao trailer do filme.


Posts Relacionados