Cursino

Adriana Cursino Ministra Oficina Sobre “Arquivo nas Práticas Ensaísticas do Cinema”, 18 de Junho

Entre os dias 18 de junho e 16 de julho, a pesquisadora, professora e documentarista Adriana Cursino (foto) ministra a oficina livre Arquivo nas Práticas Ensaísticas do Cinema”, onde será estudado o cinema de apropriação. Segundo Adriana, além de analisar sua formação e desenvolvimento ao longo da história do cinema, serão analisadas as variações que teve nas práticas documentais e ensaísticas. As inscrições estão abertas na Escola de Cinema Darcy Ribeiro.

As aulas serão expositivas com exibição de fragmentos de filmes, leituras e debates fundamentados em textos críticos. O curso também contará com uma parte prática, onde os alunos elaborarão propostas de documentários baseados no uso de materiais de arquivo. O objetivo será apresentar a proposta por escrito de um exercício de até 10 minutos. Os exercícios deverão ser feitos de forma independente por cada aluno. “Discutiremos previamente as etapas de criação de cada proposta e escolheremos conjuntamente a metodologia, estética e narrativa mais adequadas para cada caso”, explica a professora.

Adriana Cursino é pesquisadora, professora (IE University y Instituto del Cine Madrid) e documentarista. Dirigiu Estado de Seca (2007), Viaje a Yebisah (2014) e Nos passos de Avellar (2017). É autora dos livros “Introdução ao Audiovisual” (2007), “História do Audiovisual” (2008) e “Análise e Crítica do Audiovisual” (2010), publicados pela Editora CCAA no Brasil. Como investigadora pós-doutoral (Universidad Carlos III de Madrid), concluiu recentemente pesquisa sobre diários e cartas fílmicas com supervisão do autor Antonio Weinrichter. É sócia da CIMA (Asociación de Mujeres Cineastas y de Médios Audiovisuales), em Madri. Atualmente, desenvolve um longa-metragem documental sobre o músico brasileiro Hermeto Pascoal.

Conteúdo da Oficina:

1. Origens do cinema de apropriação
– As primeiras análises teóricas sobre o cinema de apropriação: Jay Leyda.
– Arquivo e montagem. A experiência da pioneira Esther Schub.
– Cine-ensaio. A indefinição de um conceito.

2. Arquivo no cinema moderno
– Genealogia da apropriação: collage, ready-made e found footage.
– Novas interpretações do conceito de arquivo: Foucault, Derrida, Didi-Huberman.

3. Exemplos contemporâneos
– Apropriação e remontagem.
– Como trabalhar com imagens de arquivo em um documentário?
– Estudos de caso.

4. A dimensão do “eu” no documentário contemporâneo
– Arquivos pessoais em diários e cartas como filmes.
– As narrativas epistolares no cinema.
– Auto-representações e subjetividades.

5. Conclusão.
– Apresentação dos trabalhos dos alunos.

Serviço

SEMESTRE LETIVO: 2018.1
PROFESSORA: Adriana Cursino
CARGA HORÁRIA: 5 aulas de 3h cada.
DATA: 18/06 a 16/07 (segundas-feiras, das 14h às 17h).
VALOR: R$350,00 pode ser parcelado em até 2x no cartão (presencialmente).

Dados Bancários para Depósito/Transferência:
Banco do Brasil / AG. 0183-X / CC: 408.757-7- Instituto Brasileiro de Audiovisual
CNPJ: 02.605.336/0001-03 – Importante: Enviar comprovante para o e-mail da Secretaria confirmando a inscrição.

E-mail: secretaria@ecdr.org.br

Tels.: (21) 2233 0224 | (21) 2516 3514

Whatsapp: (21) 98909-3774

E-mail: secretaria@ecdr.org.br

Rua da Alfândega, 5 – Centro.

Será emitido certificado para os participantes que tiverem o mínimo de presença exigido (75%).
Dúvidas? Entre em contato com nossa Secretaria: (21) 2233-0224.

 

WhatsappFITY


Most Recent Posts