3ª Mostra Lugar de Mulher é No Cinema Ocorre em Março

A 3ª Mostra Lugar de Mulher é No Cinema é uma ação continuada de exibição de curtas metragens nacionais dirigidos e/ou protagonizados por mulheres. A programação é composta por sessões de curtas de até 20 minutos, competitivas e não-competitivas.

O encontro será entre 25 a 31 de março de 2019, no mês que se comemora o Dia Internacional da Mulher, em três espaços da cidade de Salvador: Sala Walter da Silveira, Teatro do Goethe-Institut Salvador-Bahia, Cine Teatro Sesc Senac Pelourinho, além da exibição dos curtas premiados no Circuito Luiz Orlando de Exibição Audiovisual, responsável por distribuir os filmes em Escolas Culturais do Estado da Bahia.

A Mostra Convidada é uma sessão não-competitiva e tem curadoria das idealizadoras do evento, as diretoras e produtoras Lilih Curi (Segredo Filmes), Hilda Lopes Pontes (Olho de Vidro Produções) e Moara Rocha (Moara Rocha Produções). A outra sessão não-competitiva é a Mostra Encontro: somos todas uma que soma ao evento curtas exibidos na programação de festivais parceiros.

Nesta terceira edição a Mostra tem como parceiros: Cachoeiradoc (BA), Cine Kurumin – Festival de Cinema Indígena (BA-PE), Cinequebradas (BA), FINCAR – Festival Internacional de Cinema de Realizadoras (PE), For Rainbow – Festival de Cinema e Cultura de Diversidade Sexual (CE), MIMB – Mostra Itinerante de Cinema Negro – Mohamed Bamba (BA), Mostra Das Minas (SP) e Mostra Pilão (PB).

A Mostra Selecionada, competitiva, concede prêmios de Melhor Filme, Melhor Roteiro, Melhor Diretora e Melhor Atriz e a Mostra Matinê premia a Melhor Animação. O Prêmio Especial Marielle Franco é entregue ao melhor filme com temática em direitos humanos.

Nesta 3ª edição o encontro recebeu 653 inscrições, número recorde das edições, e programou a exibição de 120 filmes. A coordenação de curadoria está a cargo da roteirista e crítica de cinema Amanda Aouad Almeida e as equipes de curadoria e júri são compostas por profissionais convidadas pela direção da Mostra, bem como as equipes de arte, comunicação, cobertura, mediação e mobilização do evento.

A linha curatorial se propõe a dar visibilidade à produção fílmica de mulheres contemplando a diversidade das temáticas, abordagens e gêneros, sem deixar de lado a qualidade fílmica das obras, além de – por meio da programação – fomentar discussões, rodas de conversa, bate-papos que conscientize o público sobre todo o tipo de violência e intolerância que a mulher vivencia.

De acordo com as organizadoras, com os curtas e as atividades paralelas e formativas, o evento problematiza e diz não ao machismo, ao sexismo, ao racismo, à lgbtfobia, a violência contra a mulher e todas formas de opressão que urgem por telas e espaços de desconstrução cultural e social.

Mais informações: www.mostramulhernocinema.com.br.


Posts Relacionados